A maçonaria busca o denominador comum da paz, da fraternidade e da justiça entre os homens e os povos, quaisquer que sejam suas crenças. É uma corporação disciplinada sem fim político ou religioso que afirma seu propósito de estudar e impulsionar à vida humana, sua evolução, seu constante aperfeiçoamento e à progressiva e pacífica emancipação da humanidade.

A maçonaria proclama a crença na existência de um princípio criador, superior e ideal, bem como acredita na imortalidade da alma e na sobrevivência do espírito. Na proclamação e adoção dessa crença, busca conciliar todas as idéias e tendências filosóficas existentes neste sentido. Deixa, por conseguinte, a cada um dos maçons a inteira liberdade de pontos de vista particulares sobre matéria de fé, abstendo-se, no tocante a isso, de qualquer dogmatismo.

A maçonaria é uma instituição nascida para combater tudo que atente contra a razão e o espírito da fraternidade universal. Como ciência do progresso moral, a maçonaria resume sua ação social nos atributos da inteligência e do coração.

Tem por fim a investigação da verdade e a prática da solidariedade.  É uma escola mútua, cujo programa tem como dever obedecer às leis do país, viver com honra, praticar a justiça e amar seu semelhante.